<<90000000>> espectadores
<<240>> empresários em 17 países
<<4135>> vídeos de agroecologia
<<105>> idiomas disponíveis

Um gesto convincente

As pessoas usam gestos intencionalmente para transmitir significados, enquanto vários outros movimentos com as mãos são inconscientes. Mover as mãos nos ajuda a escolher as palavras certas. Mas a linguagem humana é muito mais do que palavras e gestos das mãos.

Tom e volume da voz (gritos, sussurros), expressão facial, movimentos de cabeça (como balançar a cabeça) e linguagem corporal (por exemplo, postura desleixada vs. postura ereta) ajudam a reforçar o significado e a transmitir as emoções. Também murmuramos e emitimos ruídos que são sons, mas não fala. Essa comunicação não verbal é convincente porque é natural. A diferença é perceptível: um sorriso falso é feito apenas com os lábios, enquanto você usa o rosto inteiro para dar um sorriso sincero.

Na Agro-Insight, quando fazemos vídeos com os agricultores, nunca lhes dizemos o que devem falar. Fazemos as perguntas e filmamos suas respostas, que transcrevemos e traduzimos para outros idiomas. Por exemplo, se o agricultor estiver falando árabe, usaremos sua voz na versão em árabe do vídeo, mas dublaremos sua voz para as versões em inglês, francês e outros idiomas.

Nesses vídeos de aprendizagem, a comunicação não verbal dos agricultores é típica de um discurso sincero e não ensaiado. Por exemplo, em um vídeo filmado na Índia, o agricultor Maran explicou que tinha um problema com as tartarugas dos vizinhos entrando em seu tanque de peixes para comer sua ração. Ao dizer isso, ele moveu suas mãos sugerindo movimentação de um lugar para outro.

Depois de contratar apanhadores de tartarugas profissionais para remover os visitantes indesejados, tudo ficou bem – uma ideia que ele reforçou ao dar tapinhas com ambas as mãos em um gesto reconfortante. A equipe de filmagem não lhe disse para fazer isso. A menos que você assista à versão do vídeo em tamil, ouvirá uma voz dublando o Sr. Maran, mas ainda poderá ver que seus gestos combinam com sua narrativa.

Na edição do vídeo, geralmente deixamos um pouco da voz original do agricultor antes do início da dublagem. Isso permite que o público ouça um pouco de suas emoções. Por exemplo, em nosso vídeo sobre alimentação de cabras leiteiras, Teresia Muthumbi explica que quando ela dá a suas cabras caules de banana com videiras de batata-doce e um pouco de capim, "elas dão muito leite". Ela fala por experiência própria, e você pode sentir a certeza em sua voz, mesmo que não entenda swahili.

Em um vídeo do Togo, a agricultora Filo Kodo conta como a colheita do milho havia aumentado muito depois de intercalar o milho com a mucuna (feijão-veludo). Um vizinho até lhe perguntou qual mágica ela havia usado. "Eu disse a ele que foi a magia da mucuna", disse ela, e você pode ver o sorriso em seus olhos, assim como em seus lábios.

Quando as pessoas falam do coração, seu tom, gestos, expressões e linguagem corporal transmitem convicção, mesmo que as palavras em si sejam traduzidas para outro idioma e faladas por outra pessoa. A comunicação não verbal acrescenta uma riqueza, uma sinceridade que é difícil de simular. Essa é uma das razões pelas quais vídeos de treinamento realistas de agricultor para agricultor são uma experiência muito mais rica do que vídeos animados.

Assista vídeos relacionados da Access Agriculture

Mantendo alevinos em viveiro

Alimentação de cabras leiteiras

Revitalizando o solo com a mucuna

Como você pode ajudar... Sua doação e generosidade nos permitirá melhorar o acesso do pequeno agricultor a orientações agrícolas em seu próprio idioma.

Latest News

Agredecemos nossos apoiadores